Entrar

Questões de Vestibular: Arte Indígena

Confira nesta página questões de Vestibular grátis com gabarito ou comentadas: Arte Indígena. Acesse milhares de exercícios resolvidos e treine online, se preferir, baixe o PDF!

Filtrar questões
💡 Selecione apenas 2 campos por vez e clique em filtrar.


Leia o fragmento a seguir.

O uso da palavra arte para designar manifestações estéticas de sociedades arqueológicas é visto com reserva pelos arqueólogos, porque se sabe que as sociedades indígenas não consideram seus objetos de uso cotidiano, festivo ou cerimonial como obras de arte. Por isso, denominações como “arte indígena” ou “etnoarte” têm sido usadas para diferenciar a arte dos povos indígenas da arte da sociedade ocidental. Mas talvez essa distinção não seja tão necessária. Costuma-se entender que a arte na sociedade ocidental incentiva a criatividade (como algo contrário à tradição), mas na verdade também os ocidentais produzem a arte para o público e, nesse sentido, são de alguma forma também sujeitos à aceitação social de suas produções estéticas. (Denise P. Schaan, "A arte da cerâmica marajoara: encontros entre o passado e o presente" in Habitus, V. 5, n. 1, 2007, p. 99.)

A partir do texto, assinale a opção que interpreta corretamente o sentido das manifestações artísticas nas sociedades indígenas e ocidentais.

Para os indígenas a arte está presente em tudo que fazem. Em relação à arte indígena, é correto afirmar que

A respeito da arte indígena, assinale V para a afirmativa verdadeira e F para a falsa:

( ) A arte indígena representa mais as preferências do artista do que a as tradições da comunidade.
( ) No período pré-cabralino, dois conjuntos de produção artística se destacam: a fase marajoara e a Cultura Santarém.
( ) Na arte indígena, os objetos são belos porque são bemfeitos, e não por serem obras artísticas.

A sequência correta é:

No livro “Arte Indígena no Brasil: agência, alteridade e relação”, a antropóloga Els Lagrou afirma:

“(…) a grande diferença [entre arte indígena e arte ocidental] reside na inexistência entre os povos indígenas de uma distinção entre artefato e arte, ou seja, entre objetos produzidos para serem usados e outros para serem somente contemplados, distinção esta que nem a arte conceitual chegou a questionar entre nós, por ser tão crucial à definição do próprio campo.”  (LAGROU, Els. Arte indígena no Brasil: agência, alteridade e relação. Belo Horizonte: C/Arte, 2009: p.14)

Assinale a opção que corresponde a princípios característicos da arte indígena descrita pela autora.

Os indígenas Guaranis são responsáveis por muitos dos nossos costumes e heranças culturais. Atualmente as tecnologias de comunicação e informação também fazem parte do cotidiano dos indígenas brasileiros e têm sido grandes aliadas na divulgação de sua cultura.

Sobre a arte indígena Guarani, é correto afirmar que:

A respeito das formas expressivas ameríndias e sua relação com a noção de arte ocidental, leia os trechos a seguir.

I. “Trata-se de povos que não partilham nossa noção de arte. Não têm palavra ou conceito equivalente aos de arte e estética da tradição ocidental. Entretanto, não é porque inexistem o conceito de estética e os valores que o campo das artes agrega na tradição ocidental que outros povos não teriam formulado seus próprios termos e critérios para distinguir e produzir beleza”.
Adaptado de LAGROU, M. “Arte ou artefato. Agência e significado nas artes indígenas”, in Proa - Revista de Antropologia e Arte, 2010, p. 1.
II. “No contexto das culturas indígenas, a estética não pode ser desprendida de um sistema simbólico que funde os campos diferenciados pelo pensamento ocidental moderno, tais como ‘arte’, ‘política’, ‘religião’, ‘direito’ ou ‘ciência’”.

Adaptado de ESCOBAR, T. “Arte indígena: o desafio do universal”, in Escrita da história e(re)construção das memórias: arte e arquivos em debate. São Paulo: Museu de Arte Contemporânea da USP,2016, p. 20.

Para os autores, nas culturas ameríndias,

Prática através da qual povos indígenas arrancam as penas verdes dos psitacídeos e no local esfregam certas substâncias vegetais ou animais, como o sangue ou secreções de anfíbios; assim, as penas, ao crescerem novamente, adquirem a cor amarelo-alaranjado usadas na arte plumária. Esta prática de tingimento de penas, utilizada por povos indígenas, denomina-se:

A arte indígena no Brasil é mais representativa das tradições da comunidade em que está inserida que da personalidade do indivíduo que a faz. É por isso que os estilos de seus trabalhos artísticos variam significativamente de uma tribo para outra. A tendência indígena de fazer objetos bonitos para usar na vida tribal pode ser apreciada principalmente

Acerca da distinção nas sociedades indígenas entre artefato e arte, ou seja, entre objetos produzidos para serem usados e outros para serem somente contemplados, é correto afirmar que:

A arte indígena representa as tradições de cada uma das comunidades dos povos nativos brasileiros. Os povos da fase Marajoara produziram peças que chamam atenção pela riqueza e complexidade de seus detalhes. Qual foi a produção artística mais característica desse povo?