Entrar

Questões de Vestibular: Revolução Francesa

Confira nesta página questões de Vestibular grátis com gabarito ou comentadas: Revolução Francesa. Acesse milhares de exercícios resolvidos e treine online, se preferir, baixe o PDF!

Filtrar questões
💡 Selecione apenas 2 campos por vez e clique em filtrar.


(ETEC) Iniciada em 1789, a Revolução Francesa tinha como um de seus principais objetivos a abolição da sociedade de Antigo Regime, com o fim dos privilégios e das desigualdades entre os diferentes grupos sociais.

Pouco antes da Revolução, a sociedade francesa estava dividida entre

(UNIUBE MG/2016) – Um dos fatores que contribuiu para a eclosão da Revolução Francesa foi o aprofundamento dos conflitos de classes, fazendo surgir novos grupos no cenário político. Do ponto de vista social, podemos afirmar que a Revolução Francesa:

I. Traduziu o desejo do Terceiro Estado em suprimir a ordem social baseada no privilégio aristocrático e na sociedade estamental.

II. Propiciou o retorno dos privilégios sociopolíticos do Antigo Regime, apesar de implantar medidas extremas como o terror e a violência.

III. Promoveu uma sociedade igualitária com o estabelecimento do sufrágio universal, o direito à propriedade e a igualdade de direitos políticos entre as classes.

IV. Engendrou mudanças sociopolíticas que permitiram à França inserir-se no contexto capitalista, beneficiando a classe burguesa, que se apropriou dos efeitos da Revolução.

As afirmativas CORRETAS estão contidas em

(UDESC) Alguns historiadores analisam que a Revolução Francesa (1789) comportou duas revoluções , ocorridas paralelamente: a burguesa e a camponesa. Assinale a alternativa incorreta, a respeito de algumas das questões que justificariam essa análise sobre a Revolução Francesa.

(UFSCar) – A queda na produção de cereais, às vésperas da Revolução Francesa de 1789, desencadeou uma crise econômica e social, que se manifestou

Texto associado.

(UDESC) “Renunciar à liberdade é renunciar à qualidade de homem, aos direitos da humanidade, e até aos próprios deveres. Não há nenhuma reparação possível para quem renuncia a tudo. Tal renúncia é incompatível com a natureza do homem. Assim, seja qual for o lado por que se considerem as coisas, o direito de escravizar é nulo, não somente porque ilegítimo, mas porque absurdo e sem significação. As palavras escravidão e direito são contraditórias; excluem-se mutuamente. (Jean-Jacques Rousseau. O Contrato Social.)

 

O livro O contrato Social, escrito por Rousseau e lançado em 1762, apresenta ideias que confluem com as lutas por “liberdade, igualdade e fraternidade”, conhecido lema da Revolução Francesa.

Com base na citação de Rousseau – O Contrato Social, assinale a alternativa correta a respeito das relações entre a Revolução Francesa e a prática da escravidão.

Texto associado.

(Unemat MT/2016) – A Revolução Francesa foi, de fato, um conjunto de acontecimentos suficientemente poderoso e universal em seu impacto para ter transformado o mundo permanentemente (…). Metade dos sistemas legais do mundo está baseada na codificação legal que a Revolução implantou. (…) A Revolução Francesa deu aos povos a noção de que a história pode ser mudada por sua ação. Deu-lhes também o que até hoje permanece como a mais poderosa divisa jamais formulada para a política da democracia e das pessoas comuns que ela inaugurou: “liberdade, igualdade, fraternidade”.

(HOBSBAWM, Eric. Ecos da Marselhesa. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. p. 124-5)

Que país latino-americano teve sua independência influenciada pela Revolução Francesa?

(Fuvest) – Nas Revoluções Francesa (1789), Mexicana (1910), Russa (1917) e Chinesa (1949), há um elemento comum a todas. Trata-se da

(Fuvest) Há controvérsias entre historiadores sobre o caráter das duas grandes revoluções do mundo contemporâneo, a Francesa de 1789 e a Russa de 1917; no entanto, existe consenso sobre o fato de que ambas

(Unicentro)  “Para o historiador, todos os acontecimentos, mesmo os remotos, têm atualidade e vida. Mas isso é ainda mais verdadeiro no caso da Revolução Francesa de 1789, que transformou o modo de vida até daqueles que pouco souberam ou sabem sobre ela, até hoje em dia. Não será exagero dizer que ela ajudou a dar forma ao mundo ocidental contemporâneo, moldando as instituições e os ideais que nos animam e que consideramos universais.” (GRESPAN, Jorge. Revolução Francesa e Iluminismo. São Paulo: Contexto, 2003. p. 9.)

Sobre a Revolução Francesa, é correto afirmar.

(UNIME BA/2016) – Durante a Revolução Francesa, em 1789, foi aprovada a Declaração de Direitos do Homem e do Cidadão.

No contexto histórico da época, esse documento