Entrar

Questões de Vestibular: Vestibular UNICAMP

Confira aqui questões de Vestibular UNICAMP para Vestibular grátis com gabarito. Acesse milhares de exercícios com perguntas e respostas resolvidas e comentadas para treinar online. Se preferir, baixe o PDF!

Filtrar questões
💡 Selecione apenas 2 campos por vez e clique em filtrar.


Por que a ética voltou a ser um dos temas mais trabalhados do pensamento filosófico contemporâneo? Nos anos 1960 a política ocupava esse lugar e muitos cometeram o exagero de afirmar que tudo era político. (José Arthur Gianotti, “Moralidade Pública e Moralidade Privada”, em Adauto Novaes, Ética. São Paulo: Companhia das Letras, 1992, p. 239.) A partir desse fragmento sobre a ética e o pensamento filosófico, é correto afirmar que:

Em uma pesquisa realizada, 450 pessoas responderam “sim” à pergunta feita, 320 responderam “não”, e 40 pessoas não responderam à pergunta. Na construção de um gráfico de setor (também conhecido como gráfico de pizza) para representar os dados obtidos nessa pergunta, o setor circular correspondente às respostas “sim” deverá ter ângulo medindo

Um centro de reciclagem possui 7 máquinas idênticas que processam, em 2 dias, o material recebido por um caminhão, com cada máquina funcionando 6 horas por dia. Para processar o material recebido por 5 caminhões do mesmo tipo, 6 dessas máquinas irão trabalhar por 3 dias e cada uma deverá funcionar, a cada dia, por

Suponha que, nos últimos 20 anos, uma universidade publicou, rigorosamente, a cada dois anos, editais para a contratação de um profissional para uma área A; a cada três anos, editais para a contratação de um profissional para uma área B; e, a cada 18 meses, editais para a contratação de um profissional para uma área C. Se, no ano de 2018, essa universidade publicou os 3 editais e já contratou os profissionais, então, o número de profissionais contratados todas as vezes em que os três editais foram publicados em um mesmo ano, desde o ano 2000 até o ano 2018, é igual a

Em uma empresa, onde trabalham 63 funcionários, a razão do número de funcionários com curso superior para o número de funcionários sem curso superior é 2/7 . Se mais 2 funcionários forem contratados, um com curso superior e o outro sem curso superior, a razão do número de funcionários com curso superior para o número de funcionários sem curso superior passará a ser

Texto associado.

Para as questões 36 e 37, leia o texto abaixo.

Advice for new students from those who know (old students)
The first day of college I was a ball of nerves. I remember
walking into my first class and running to the first seat I
found, thinking everyone would be staring at me. But
nobody seemed to notice and then it hit me: The fact that
nobody knew me meant nobody would judge, which, upon
reflection, was what I was scared of the most. I told myself
to let go. All along the year, I forced myself into situations
that were uncomfortable for me – for example, auditioning
for a dance piece. Believe it or not, that performance was a
highlight of my freshman year. My advice: challenge
yourself to try something new, something you couldn’t have
done in high school. – Ria Jagasia, Vanderbilt University,
’18.

(Adaptado de http://www.nytimes.com/2015/08/02/ education/edlife/
advice-for-new-students-from-those-who-know-old-students.html?ref=
edlife.)


Para lidar com a situação, a estratégia adotada foi deixar de se preocupar e

Texto associado.
É possível fazer educação de qualidade sem escola
É possível fazer educação embaixo de um pé de manga?
Não só é, como já acontece em 20 cidades brasileiras e
em Angola, Guiné-Bissau e Moçambique.
Decepcionado com o processo de “ensinagem”, o
antropólogo Tião Rocha pediu demissão do cargo de
professor da UFOP (Universidade Federal de Ouro Preto) e
criou em 1984 o CPCD (Centro Popular de Cultura e
Desenvolvimento).
Curvelo, no Sertão mineiro, foi o laboratório da “escola”
que abandonou mesa, cadeira, lousa e giz, fez das ruas a
sala de aula e envolveu crianças e familiares na pedagogia
da roda. “A roda é um lugar da ação e da reflexão, do ouvir
e do aprender com o outro. Todos são educadores, porque
estão preocupados com a aprendizagem. É uma
construção coletiva”, explica.
O educador diz que a roda constrói consensos. “Porque
todo processo eletivo é um processo de exclusão, e tudo
que exclui não é educativo. Uma escola que seleciona não
educa, porque excluiu alguns. A melhor pedagogia é
aquela que leva todos os meninos a aprenderem. E todos
podem aprender, só que cada um no seu ritmo, não
podemos uniformizar.”
Nesses 30 anos, o educador foi engrossando seu
dicionário de terminologias educacionais, todas calcadas
no saber popular: surgiu a pedagogia do abraço, a
pedagogia do brinquedo, a pedagogia do sabão e até
oficinas de cafuné. Esta última foi provocada depois que
um garoto perguntou: “Tião, como faço para conquistar
uma moleca?” Foi a deixa para ele colocar questões de
sexualidade na roda.
Para resolver a falência da educação, Tião inventou uma
UTI educacional, em que “mães cuidadoras” fazem
“biscoito escrevido” e “folia do livro” (biblioteca em forma de
festa) para ajudar na alfabetização. E ainda colocou em
uso termos como “empodimento”, após várias vezes ser
questionado pelas comunidades: “Pode [fazer tal coisa],
Tião?” Seguida da resposta certeira: “Pode, pode tudo”.
Aos 66 anos, Tião diz estar convicto de que a escola do
futuro não existirá e que ela será substituída por espaços
de aprendizagem com todas as ferramentas possíveis e
necessárias para os estudantes aprenderem.
“Educação se faz com bons educadores, e o modelo
escolar arcaico aprisiona e há décadas dá sinais de
falência. Não precisamos de sala, precisamos de gente.
Não precisamos de prédio, precisamos de espaços de
aprendizado. Não precisamos de livros, precisamos ter
todos os instrumentos possíveis que levem o menino a
aprender.”
Sem pressa, seguindo a Carta da Terra e citando Ariano
Suassuna para dizer que “terceira idade é para fruta:
verde, madura e podre”, Tião diz se sentir “privilegiado” de
viver o que já viveu e acreditar na utopia de não haver mais
nenhuma criança analfabeta no Brasil. “Isso não é uma
política de governo, nem de terceiro setor, é uma questão
ética”, pontua.
(Qsocial, 09/12/2014. Disponível em http://www.cpcd.org.br/
portfolio/e_possivel_fazer_educacao_de_qualidade_100_escola/.)
Em relação ao trecho “E ainda colocou em uso termos como ‘empodimento’, após várias vezes ser questionado pelas comunidades: ‘Pode [fazer tal coisa], Tião?’ Seguida da resposta certeira: ‘Pode, pode tudo’”, é correto afirmar: 

O transporte de ovos entre uma granja e um instituto de pesquisa é feito por um caminhão especial que, em cada viagem, pode transportar até 220 caixas de ovos, cada caixa contendo 42 ovos. Para transportar 250000 ovos entre essa granja e o instituto, o número mínimo de viagens que o caminhão fará é

Considere Mé, Mo e Me, respectivamente, como a média, a moda e a mediana de uma variável, e assinale a alternativa que contém a relação entre essas medidas de posição em uma distribuição assimétrica negativa.

Um recipiente estava com 80% de sua capacidade total preenchido com água. Após a retirada de 2 L de água desse recipiente, a água que permaneceu dentro dele passou a representar 40% de sua capacidade total. A quantidade inicial de água que havia nesse recipiente era de