Entrar

Simulado: Os Estados Unidos e a América Hispânica no Século XIX - Exercícios com Gabarito

Marque todas as questões do simulado desta página "Os Estados Unidos e a América Hispânica no Século XIX - Exercícios com Gabarito" e clique no botão "Corrigir". Se preferir, baixe o PDF.


2 resolveram
30% acertos
Difícil
0 ótimo
0 bom
2 regular
0 péssimo

(UFMS) Sabe-se que a Guerra de Secessão constitui um dos mais importantes momentos na formação dos Estados Unidos da América. As proposições abaixo referem-se a esse tema.

I. As diferenças econômicas, sociais e políticas entre Norte e Sul agudizaram-se na primeira metade do século XIX e levaram à guerra.
II. Os empresários industriais do Norte exigiam uma política de tarifas altas para proteção de suas indústrias, mas não contavam com o apoio do Sul.
III. A cultura do algodão desenvolveu-se no Sul dos Estados Unidos baseada no trabalho escravo, que era contestado pelos empresários do Norte.

Assinale a alternativa correta:

(UFRRJ) “A estruturação dos Estados Nacionais ocorreu de forma acidentada em quase toda a América Latina (...) A evolução geral vinha se fazendo no sentido da autonomização regional, decorrência do debilitamento dos antigos pólos de crescimento. Na ausência de vínculos econômicos mais significativos o localismo político tendia a prevalecer.”

FURTADO, C. Formação Econômica da América Latina.

A existência dessa realidade latino-americana do período pós-independência mostrada acima por Celso Furtado teve como responsáveis, dentre outros fatores:

(FGV-SP) A Ku Klux Klan representa, entre as organizações de segregação racial, uma das mais conhecidas. Surgida e proibida na segunda metade do século XIX, ainda hoje tem adeptos que a fazem ressurgir em atos isolados e, muitas vezes, apenas simbólicos. Sobre a KKK é correto afirmar que:

(Uniderp-MS) “Todos os homens foram criados iguais e são dotados de certos direitos inalienáveis, entre os quais estão a Vida, a Liberdade e a Busca da Felicidade.”

Jefferson. In: Aquino et al, p. 126.

A partir da leitura do fragmento, pode-se deduzir que os princípios filosóficos que nortearam a luta dos colonos norte-americanos por sua independência estavam fundamentados no

(PUC-RJ) Ao longo de todo o século XIX, a tensão entre forças descentralizadoras e centralizadoras caracterizou as relações políticas em boa parte das regiões latino-americanas recém-libertadas do jugo colonial. Sobre essas relações, é correto afirmar que:

(Cefet-PR) Entre o Norte e o Sul dos Estados Unidos agravavam-se as contradições herdadas da fase colonial, e que foram aprofundadas pela questão da abolição da escravidão, levando à eclosão da Guerra de Secessão. À primeira vista, parece que o problema da escravidão teria sido o mais importante para explicar o conflito, mas, na realidade, a questão econômica é muito mais significativa porque:

(PUC-RJ) Leia as afirmações abaixo referentes à caracterização de diferentes industrializações latino americanas ocorridas em fins do século XIX.

I. A industrialização argentina foi marcada por uma expressiva imigração européia. Os setores têxtil e de alimentos foram os primeiros a serem transformados, contando com significativos investimentos estrangeiros – sobretudo ingleses. As atividades relacionadas ao transporte ferroviário e marítimo (portos e navios frigoríficos), bem como aos serviços de infra-estrutura urbana em geral foram privilegiadas por favorecerem a exportação de carnes e couros.
II. A industrialização mexicana foi intensificada durante o longo governo de Porfírio Díaz. Além dos setores têxtil e de alimentos, desenvolveram-se a metalurgia e a produção de petróleo, esta última tendo-se tornado motivo de acirrada disputa entre os capitais ingleses e norte-americanos no país. Na composição da mão-de-obra, os nacionais predominaram sobre a imigração européia, que foi de muito pouca expressão.
III. A industrialização cubana atingiu os setores da mineração, açúcar e tabaco. Companhias norte-americanas e espanholas disputaram a construção de ferrovias na ilha para o escoamento destas e de outras produções para a exportação. Em que pese o grande número de libertos existentes, os imigrantes – em especial os coolies chineses – tornaram-se a mão-de-obra mais utilizada nessas atividades.
IV. A industrialização chilena dos últimos decênios apresentou poucos imigrantes na composição de sua mão-de-obra. O crescimento econômico fez-se sentir de forma marcante no setor de mineração – com a exploração do nitrato e do cobre – onde a hegemonia britânica foi rapidamente contestada pelos mais fortes investidores norte-americanos e alemães que para lá se deslocaram à época.

Assinale a alternativa:

(Fuvest-SP) A incorporação de novas áreas, entre 1820 e 1850, que deu aos Estados Unidos sua atual conformação territorial, estendendo-se do Atlântico ao Pacífico, deveu-se fundamentalmente

(U. Alfenas-MG) Criada em 1823, proibia os países europeu de estabelecerem novas colônias na América e intervirem nos assuntos internos do continente americano. Tentava, através do slogan “A América para os americanos”, preparar o futuro domínio que os Estados Unidos iriam exercer sobre as repúblicas latino-americanas. Esse texto refere-se

(UFRRJ) “Dos ricos é e foi fácil, desde a independência, o governo. Os pobres foram soldados, milicianos nacionais, votaram como o patrão mandou, lavraram a terra (...). Os pobres gozaram da gloriosa independência assim como os cavalos que em Chacabuco e Maipu avançaram contra as tropas do rei”.

Santiago Arcos. In: GALEANO, Eduardo. As caras e as máscaras. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

O texto acima apresenta uma visão crítica da América Espanhola, a partir de sua independência política e refere-se ao fato

Resolver simuladosEscolaridadeQuantidade
História do BrasilEnsino Médio11
Idade ContemporâneaEnsino Médio6
Idade ModernaEnsino Médio5
História da AméricaEnsino Médio3
Idade MédiaEnsino Médio2
Pré HistóriaEnsino Médio2
Segunda Guerra MundialEnsino Médio2
Guerra FriaEnsino Médio1
DitadurasEnsino Médio1
2º ReinadoEnsino Médio1

Deixe seu comentário (0)

Participe, faça um comentário.